Nossa assessoria encontra-se à disposição dos veículos de comunicação.
Assessoria de Marketing e de Imprensa
61 3965 6766 | (11) 3230-6768

Yago Lombardi
yago@conectandopessoas.com.br

Cristiane Delfim
imprensa@conectandopessoas.com.br
Image

Fale conosco

Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida

Toxina Botulínica


O que é?

A toxina botulínica é um medicamento produzido sinteticamente a partir da cultura da bactéria Clostridium botulinum. Há, atualmente no mercado, três apresentações para uso dermatológico: Botox® , Dysport® e Prosigne®.

Essa substância tem sido utilizada na Dermatologia para a correção das rugas dinâmicas, as chamadas “rugas de expressão”. A mímica facial leva, ao longo do tempo, à formação de sulcos na pele, deixando um aspecto envelhecido.

A toxina botulínica atua bloqueando os impulsos nervosos e impedindo a contração dos músculos faciais. Com isso, ocorre o relaxamento muscular e as rugas se atenuam, dando uma aparência mais jovem e descansada. A toxina também tem o efeito de bloquear a transpiração excessiva (hiperidrose) em axilas.

Como é feito?

A aplicação é feita usando seringas e agulhas estéreis. Injetam-se pequenas doses do produto com uma microagulha em pontos específicos, causando uma sensação de ardor. Pessoas mais sensíveis podem usar pomada anestésica antes da aplicação. As aplicações duram cerca de 15 a 30 minutos.

Os primeiros sinais do tratamento surgem no período de 48 a 72 horas após a aplicação, sendo máximo cerca de 10 a 15 dias após a aplicação. Eventualmente pode ser necessário realizar retoques em certos pontos. O procedimento é muito seguro, sem risco de toxicidade.

Quais os efeitos colaterais?

Logo após a aplicação pode ocorrer vermelhidão e inchaço no local, que costumam desaparecer em 24 horas. Uma leve dor no local da

aplicação ou dor de cabeça podem ocorrer por algumas horas após a aplicação. Eventualmente pode ocorrer pequena equimose (mancha roxa), mas é transitória.

Quais os cuidados após a aplicação?

O paciente não deve se deitar durante 4 horas após o procedimento e deve evitar exercícios físicos no restante do dia. Massagens, limpeza de pele ou outros movimentos de pressão/movimentação no rosto devem ser evitados por pelo menos 48 horas.

Qual a duração?O efeito dura, em média, de quatro a seis meses, variando em cada indivíduo. O procedimento pode ser repetido a cada 6 meses. Com o uso continuado, uma pequena parcela dos pacientes deixa de responder à ação da toxina. Assim, não é aconselhável repetir a aplicação em intervalos curtos.

Quais as indicações?

A toxina botulínica está indicada para :

1. tratamento de rugas de expressão da face: ruga entre as sobrancelhas (glabela); rugas na testa; pés-de-galinha na área dos olhos

2. Levantamento das sobrancelhas.

3. Levantamento da ponta do nariz.

4. Diminuição do sorriso gengival.

5. Hiperhidrose (excesso de suor) nas axilas.

Quem não deve fazer?

O tratamento é contra-indicado para adolescentes, gestantes e mulheres em fase de amamentação. Os pacientes com conhecida alergia a algum dos ingredientes da toxina botulínica ou portadores de doenças neurológicas ou do sistema muscular devem informar ao médico sobre essa condição.

Depilação a Laser


O que é?

Homens e mulheres sofrem com a presença de pêlos indesejados pelo corpo. O crescimento indesejado e o encravamento de pêlos podem aparecer em várias áreas do corpo. As mais comuns são o buço, axilas, virilha, pernas e bico do seio em mulheres e orelhas e pescoço em homens. Os aparelhos de laser são a tecnologia mais moderna para eliminar os pêlos indesejados, de forma rápida e duradoura. Há uma melhora significativa na espessura e na quantidade do pêlo.

A luz produzida por esses aparelhos é absorvida pela melanina, pigmento que está presente em grande quantidade no pêlo escuro. Uma vez absorvida, a energia danifica o folículo piloso, desacelerando ou evitando a produção de um novo fio. Por isso, o tratamento é mais eficaz quando o pêlo é mais escuro e mais grosso. A depilação com laser ou luz pulsada é ineficaz para pêlos brancos e pouco eficaz para pêlos claros e finos.

Como é feito?

Pacientes interessados em depilação a laser devem consultar um dermatologista, para que ele possa fazer uma avaliação detalhada. Após esta avaliação, o médico indica o tipo de laser e os parâmetros de tratamento mais apropriados para cada caso.

Antes do tratamento os pacientes devem evitar se bronzear, mesmo que com uso de cremes auto-bronzeadores 30 dias antes e 15 dias após a aplicação. O paciente não deve usar nenhum método que retire os pêlos pela raiz, como depilação com cera ou pinça, mas raspagem e cremes depilatórios podem ser usados. A área a ser tratada pode ser raspada 1 a 2 dias antes da aplicação do laser.

No dia do tratamento a área deve estar limpa e sem nenhum tipo de cosmético. Um creme de anestésico tópico pode ser aplicado antes da sessão. Todas as pessoas que ficam na sala de procedimento devem usar óculos de proteção durante a utilização do laser.

O laser é disparado por um aparelho sobre a pele. O feixe de luz emitido penetra na derme da região a ser depilada e é absorvido pelo pigmento dos pêlos, destruindo o folículo piloso.

Em geral, são necessárias uma média de cinco sessões em cada área para atingir uma redução satisfatória dos pêlos, podendo chegar até a 6 ou mais sessões. O intervalo entre cada sessão deve ser de pelo menos 30 dias, permitindo que os pêlos cresçam novamente.

Quais os efeitos colaterais?

Os efeitos colaterais da depilação a laser incluem dor, inchaço ao redor do pêlo e vermelhidão, que podem durar 1 a 3 dias. Os pacientes podem ter a sensação de ardência na região tratada, mas nada que interfira nas atividades do dia-a-dia. Escurecimento ou clareamento temporário da pele, especialmente em pessoas com pele mais escura ou em pacientes bronzeados, pode ser observado. A porcentagem de pêlos removidos por sessão varia entre as diferentes áreas do corpo, sendo que áreas de pele mais fina (por exemplo, virilha e axilas) respondem melhor que áreas de pele mais espessa (como costas ou queixo). Pode-se esperar cerca de 10-25 % de redução de pêlos para cada sessão de tratamento.

Quais os cuidados após?

Compressas frias podem ser aplicadas após o tratamento. Analgésicos simples podem ser usados antes e após o tratamento se houver necessidade. Um corticóide tópico leve pode ser usado para reduzir o edema e a vermelhidão. Pacientes são orientados a evitar exposição ao sol e a usar protetores solares de largo espectro com FPS 30 após o tratamento com laser. Cosméticos podem ser usados normalmente.

Qual a duração?

O resultado esperado é a redução definitiva dos pêlos, mas a porcentagem dessa redução e o número de sessões necessárias variam de acordo com a região tratada e com as características de cada indivíduo, como a pigmentação dos pêlos e da pele.

Finalmente, é importante ressaltar que os folículos pilosos têm um grande poder de regeneração e podem voltar a produzir os pêlos depois de algum tempo, principalmente em pacientes com distúrbios hormonais. Quando isto ocorre, geralmente os pêlos são mais finos, claros e de crescimento mais lento.

Quais as indicações?

O laser é indicado para remover os pêlos das seguintes áreas: face, buço, mamilo, peitoral, virilha, abdômen, orelhas, pescoço, costas, axilas, barba, coxas e pernas. O procedimento é rápido e pode durar poucos minutos ou até uma hora, de acordo com o tamanho da área a ser cuidada.

Quem não deve fazer?

A depilação a laser deve ser evitada em gestantes, em pessoas com pele bronzeada ou com algum tipo de doença no local a ser tratado.

Fotorrejuvenescimento


O que é?

Os danos causados pelos raios solares dão à pele aparência envelhecida, manchada, e sem vigor. O fotorrejuvenescimento cutâneo com Luz Intensa Pulsada (LIP) age atenuando esses sinais de forma não-invasiva, estimulando a produção de colágeno e reduzindo a flacidez nos locais de aplicação. O aparelho de luz intensa pulsada usa uma tecnologia que emite luz, mas não é um laser. No entanto, assim como nos aparelhos de laser, essa luz gera calor na pele, que atinge vários tipos de alvo: a melanina (sardas), os vasos sanguíneos (da face, colo, estrias vermelhas, cicatrizes recentes) e o colágeno (rugas, estrias vermelhas, cicatrizes recentes).

Como é feito?

O procedimento é simples e rápido. É realizado no consultório médico e varia de acordo com a intensidade do problema. A aplicação superficial atua na redução de manchas, pigmentações, além de vasos sanguíneos e vermelhidão na região do nariz, colo, pescoço, face e mãos. Já a aplicação profunda estimula a produção de colágeno, pois alcança os tecidos mais profundos, melhorando rugas finas e outras marcas na pele.

Primeiro, os olhos do paciente são protegidos da luz por óculos escuros. Em seguida, aplica-se camada de gel gelado sobre a superfície a ser tratada. A ponteira de cristal do aparelho é colocada sobre a substância gelatinosa, emitindo pulsos de luz concentrada no local desejado.

O tratamento é feito em 3 a 6 sessões mensais. Durante a aplicação, o paciente pode sentir um incômodo leve e a região tratada fica discretamente avermelhada e com crostas superficiais sobre as manchas escuras previamente existentes. O aspecto avermelhado dura poucas horas, enquanto as crostas levam 7 a 10 dias para caírem. Esses efeitos não afastam o paciente de suas atividades diárias.

Quais os efeitos Colaterais?

Geralmente, os pacientes sentem ardor durante a pulsação de luz sobre a pele. Depois da aplicação, pode surgir vermelhidão, que desaparece em poucos minutos e crostas sobre as manchas escuras.

Quais os cuidados após a aplicação?

A exposição aos raios de sol deve ser evitada por duas a três semanas após a aplicação. O uso diário de filtros solares com FPS 30 ou acima é recomendável. Apesar de ser um tratamento seguro,

Quais as indicações?

As principais indicações para esse tratamento são:

1. Rejuvenescimento da face, com rugas superficiais e melanoses solares (manchas senis).

2. Aspecto envelhecido do colo, que fica avermelhado e com manchas escuras.

3. Tratamento das manchas solares das mãos.

4. Estrias vermelhas, recentes.

5. Cicatrizes vermelhas, recentes. 6. Rosácea

Quem não deve fazer?

O tratamento é contra-indicado para epilépticos; grávidas; lactantes; pessoas com alguma doença dermatológica, como o vitiligo; e pacientes que fazem uso de medicamentos fotossensíveis.

Peeling de Cristal Ou Microdermoabrasão


O que é?

Peeling é um procedimento que promove descamação das camadas mais superficiais da pele, removendo as células envelhecidas. Essas são substituídas por uma camada nova. Conseqüentemente, há renovação tecidual dando um aspecto mais saudável à pele. A palavra peeling vem do inglês e quer dizer “descascar”.

Os peelings podem ser químicos, físicos ou combinados. O peeling químico consiste na aplicação de substâncias ácidas sobre a pele, para remover as camadas externas. Podem ser usados vários tipos de ácidos, de acordo com o resultado que se deseja. O mais usado é o ácido retinóico.

O peeling de cristal ou microdermoabrasão é um exemplo de peeling físico. A microdermoabrasão é uma técnica de rápida execução e recuperação e que pode ser realizada no consultório médico.

É um dos peelings mais superficiais, sendo indicado para casos onde se deseja uma melhora imediata da textura da pele, fechamento de poros dilatados e um aspecto mais viçoso na pele, sem necessitar recuperação. Muitas vezes pode ser feito 24 h antes de algum evento importante.

Quando se deseja um resultado mais profundo, pode ser usado combinado com o peeling químico.

Como é feito?

O peeling de cristais é realizado com um aparelho que produz um jato de microcristais de óxido de alumínio em alta pressão. Os pequenos cristais são jateados sobre a pele. Simultaneamente, esses pequenos grãos e as impurezas da pele são aspirados por um vácuo, realizando esfoliação superficial do tecido cutâneo. É desnecessário o uso de cremes anestésicos ou a sedação do paciente.

O procedimento pode ser feito em três níveis de profundidade e cada sessão dura de 10 a 25 minutos, de acordo com a região a ser tratada. A profundidade da esfoliação é controlada pelo médico, variando de acordo com o número de vezes que a cânula é passada na pele e a pressão utilizada. O paciente sente um leve desconforto durante o procedimento. O número de sessões também varia de duas a 12.

Quais os efeitos colaterais?

A pele apresenta coloração avermelhada. Quando é usado com maior profundidade, pode ocorrer a formação de crostas que, ao se soltarem, apresentam vermelhidão residual por cerca de 30 dias. Seja qual for o caso, o tratamento não interfere ou atrapalha o dia-a-dia do paciente.

Quais os cuidados após a aplicação?

O uso de filtro solar após o tratamento é essencial. Manter a hidratação cutânea. No caso de aplicação mais profunda, não remover as crostas.

Quais as indicações?

A microdermoabrasão apresenta excelentes resultados nas seguintes áreas:

Rugas finas

Estrias superficiais

Cicatrizes de acne

Melasmas

Melanose solar

Hiperpigmentação pós-inflamatória

Quem não deve fazer?

O peeling de cristal é contra-indicado em locais com: tatuagens, queratoses actínicas e seborréicas, cicatrizes hipertróficas, infecção no local a ser tratado.

Peeling Químico


O que é?

O Peeling é um procedimento que promove descamação das camadas mais superficiais da pele, removendo as células envelhecidas. Essas células são substituídas por outras novas. Conseqüentemente, há renovação tecidual dando um aspecto mais saudável à pele. A palavra peeling vem do inglês e quer dizer “descascar”.

Os peelings podem ser químicos, físicos ou combinados. O peeling de cristal ou microdermoabrasão é um exemplo de peeling físico. (veja mais em Peeling de cristal)

O peeling químico consiste na aplicação de substâncias ácidas sobre a pele, para remover as camadas externas. Podem ser usados vários tipos de ácidos, de acordo com o resultado que se deseja. Os mais usados são: ácido retinóico, solução de Jessner, ácido tricloroacético (ATA), ácido salicílico...

Como é feito?

Antes do peeling, deve ser feita avaliação do tipo de pele, do grau de envelhecimento e da profundidade das cicatrizes. Também devem ser avaliados a história herpes, de quelóides, uso de medicamentos.

A pele é limpa com um produto que remove o excesso de óleo. Aplica-se, em seguida, a solução química na face, com exceção dos olhos, narinas e lábios. Podem ser necessárias sessões adicionais para se atingir os resultados desejados.

Quais os efeitos colaterais?

Alguns pacientes podem sentir ardor durante e/ou após o tratamento, dependendo do peeling realizado. Após o procedimento, a pele fica avermelhada e pouco inchada.

A descamação costuma ser fina e durar de três a cinco dias, não sendo necessário o afastamento do paciente de suas atividades diárias.

Quais os cuidados após a aplicação?

A principal recomendação é evitar a exposição ao sol, devido à fragilidade da pele tratada. Também é importante manter a hidratação da pele.

Quais as indicações?

Vários problemas dermatológicos podem ser resolvidos ou amenizados através dos peeling :

1. Manchas de sol, de idade e causadas por uso de anticoncepcional

2. Sardas

3. Rugas finas

4. Cicatrizes leves e marcas de acne

5. Pele áspera

6. Poros dilatados

7. Estrias

Quem não deve fazer?

Gestantes, mulheres amamentando, pessoas com infecção ativa por herpes no local do peeling ou com alergia ao componente químico não devem ser submetidas a esse procedimento.

Preenchimento


O que é?

O processo de envelhecimento geralmente leva a uma perda de volume, pois o colágeno e as fibras elásticas existentes da pele se degeneram. Isto produz sulcos e rugas. Os lábios se afinam, as rugas periorais (“código de barras) aparecem e os sulcos nasogenianos (“bigode chinês”) e frontais se acentuam, interferindo na aparência e na auto-estima.

O preenchimento cutâneo é uma técnica utilizada para a correção desses sulcos, rugas e cicatrizes. Consiste na injeção de substâncias sob a área deprimida a ser tratada, elevando-a e diminuindo a sua profundidade. Também podem ser colocados nos lábios para aumentar seu volume ou nas cicatrizes de acne. O resultado é uma aparência mais jovem e saudável, com recuperação em poucas horas.

Os produtos mais utilizados, por sua segurança, são aqueles a base de ácido hialurônico que são preenchedores reabsorviveis ou temporários. Eles são mais conhecidos por seus nomes comerciais, como Restylane®, Perlane®, Juvederm®, Perfecta®, etc. O ácido hialurônico é um produto natural da pele. Por isso, o ácido hialurônico usado para o preenchimento, embora produzido em laboratório, não costuma causar alergia e sua aplicação dispensa testes prévios.

Como é feito?

O procedimento geralmente é feito em consultório dermatológico. Antes do procedimento, a face é limpa e um anestésico em creme é aplicado. Em alguns casos, é realizada anestesia local, como os bloqueios realizados pelos dentistas. O preenchedor é injetado diretamente na área a ser tratada, usando uma agulha muito fina. Pode haver uma sensação de picada ou queimação no momento em que o preenchedor é injetado. Ao ser introduzido no organismo, o médico molda a substância com a ponta dos dedos. O efeito é imediato. Outras sessões podem ser necessárias para preencher e suavizar as linhas e rugas, ou para elevar cicatrizes deprimidas até o nível normal da pele. As sessões de preenchimento podem demorar até uma hora.

Quais os efeitos Colaterais?

Os preenchimentos, se realizados com produtos adequados e por profissionais experientes, são geralmente considerados seguros e efetivos. Os efeitos colaterais são mínimos e geralmente devidos à agulha, como hematomas e inchaços. A aplicação de gelo no lugar tratado ajuda a aliviar o desconforto e a vermelhidão na pele.

Quais os cuidados após a aplicação?

Após o procedimento, pode ocorrer certo grau de inchaço, vermelhidão e desconforto temporário nos locais de injeção. Efeitos indesejados desaparecem em 2 a 3 dias.

Maquiagem pode ser aplicada imediatamente após o tratamento.

Qual a duração?

A duração do preenchimento varia entre 6 e 12 meses, de acordo com a pele de cada paciente, com a área tratada e com o tipo de produto escolhido.

Quais as indicações?

O preenchimento com o ácido hialurônico é indicado nos seguintes casos:

1. Correção de cicatrizes de acne

2. Sulcos da face (“bigode chinês”, “código de barras”, queda do canto da boca)

3. Aumento de volume dos lábios

4. Definição do contorno dos lábios

Quem não deve fazer?

Os preenchimentos são contra-indicados em gestantes ou mulheres que estão amamentando. Pacientes com diagnóstico de doenças auto-imunes, infecção ou inflamação no local a ser tratado, distúrbio de comportamento, hipersensibilidade a componentes aviários e bacterianos, bem como em pacientes com distúrbio de coagulação que utilizem medicação específica devem expor ao medico o seu estado.

Convênios


  • AFEB BRASAL
  • AFFEGO
  • ASETE (ASTE)
  • BACEN
  • BRB SAÚDE
  • CAEME-GO
  • CAESAN
  • CAMED
  • CASEC (CODEVASF)
  • CASEMBRAPA (EMBRAPA)
  • CASSI
  • CNTI
  • CONAB
  • ELETRONORTE
  • EMBRATEL - PAME
  • FACEB
  • FAPES (BNDES)
  • FASCAL
  • GAMA SAÚDE
  • GRAVIA
  • INFRAERO
  • LIFE EMPRESARIAL SAÚDE
  • OMINT
  • PETROBRÁS
  • PLAN ASSISTE (MPDFT)
  • PLAN ASSISTE (MPF)
  • PLAN ASSISTE (MPM)
  • PLAN ASSISTE (MPT)
  • PROASA
  • SAÚDE CAIXA
  • SIS
  • STJ
  • STM (PLAS/JMU)
  • TJDFT
  • TRE
  • TRF
  • TRT
  • TST-SAÚDE
  • UNAFISCO (SINDIFISCO)
  • UNIBANCO
  • OUTROS

Contato

SEPS EQ 709/909 bloco F Ed. Biocenter Sala 108
Asa Sul - Brasília - DF

contato@biodermato.com.br

61 3443-9606 61 9 8626-0249

Segunda à Sexta-feira: 8:00 às 12:00 e de 14:00 às 18:00

Assessoria de Imprensa

Nosso Espaço

RT - Letícia Chaves Rocha - CRM 15393 DF

Dra. Letícia Chaves Rocha
CRM/DF 15393 - Médica


Dra. Nádia Barbosa Aires
CRM/DF 12477 - Médica


Dra. Camila Fátima Biancardi Gavioli
CRM/DF 25511 - Médica


Dra. Ana Karina Alves Moura
CRM/DF 21443 - Médica